Educação, Viagens
Operação férias, detox do video-game e do celular.

Operação férias, detox do video-game e do celular.

Por Drica Lobo

No primeiros dias das férias, percebi que  o celular e o vídeo-game eram a grande ocupação e interesse das crianças. Entendi que ser autoritária e proibir seria uma ruptura muito grande ! Deixar de se comunicar com o grupo e abrir mão de toda aquela agitação dos amigos, do dia-a-dia da escola, era ir contra um hábito cultivado por um ano inteiro. E aquelas pessoas passaram muito mais tempo com os meus filhos do que eu ! Percebi a importância enorme na vida deles, porque passam mais tempo lá na escola do que em casa. Mesmo assim, quando chegam em casa, cada um tem suas atividades, seu quarto, seus brinquedos, celulares e programas preferidos.

As férias são como uma operação «detox» para nós e as crianças, para que possa haver uma renovação dos votos e dos laços afetivos da família, que ficou praticamente longe o ano todo.

Por isso a passagem entre o celular e o vídeo game, na primeira semana se deu de forma lenta e gradual, como por exemplo, não usar nas refeições (momento de interação) e na hora de dormir (porque atrapalha o sono ).

O termômetro para tirar definitivamente  esses aparelhos e entrar em férias foi quando as brigas por causa deste tema foram ficando escassas. Finalmente, conseguimos ! A regra deve valer para todos e não só para as crianças, senão é injusto !

Óbvio que, escondido, eu sempre dava uma olhadinha para não ficar lascada no trabalho ! E  salvava até uma fotinho para no final  postar como um diário de bordo das atividades daquele dia !

 

Compartilhe!

Posts relacionados

Pesquisar